Speedcross 3

Agora já é possível encontrar no Brasil os novos modelos Speedcross da Salomon. A terceira geração da clássica série da Salomon desembarcou por aqui com 14 novos modelos entre feminino e masculino. A principal novidade fica por conta das novas combinações de cores que deixaram o tênis muito mais atraente. As características continuam as mesmas que fizeram do Speedcross um dos principais tênis para trail running do mundo e o mair sucesso da fabricante. Leve, confortável e resistente, o modelo pesa cerca de 300 gramas e tem como diferenciais a sola Contragrip, com desenho único que ajuda a impedir que pedras, detritos e galhos fiquem preso no tênis e acabem entrando em contato com os pés. A Contragrip também foi desenhada para assegurar o menor atrito com o barro e a lama e na parte externa da sola do tênis há travas em direções opostas nas áreas superior e inferior que aumentam a tração e a aderência durante a pisada – quem corre em terrenos úmidos e trilhas com pedras e vegetação encharcadas sabe que isso é a diferença entre manter-se me pé e passar a maior parte do percurso deslizando e tomando tombo e, particularmente, nesse ponto o Speedcross dá passa muita segurança. Por fim, o Speedcross 3 CS mantém o cadarço em kevlar com amarração dinânica e pequenos bolsos para guardar a ponta dos cadarços, palmilha removível e cabedal com tecnologia Climashield tecido leve que facilita a transpiração e permite uma secagem mais rápida. Levando em consideração a durabilidade do tênis, é um bom investimento para quem está se largando nas trilhas!

speedcross 3

Mais informações e detalhes: Speedcross 3

Veja também:

Quem corre mais?
Você sabe o que é e para que serve?
Super Fast Jacket II Salomon

New Balance Minimus 3090 Ionix

new-balance-minimus

Aproveitando a boa aceitação dos primeiros modelos da linha minimalista Minimus (em 2012 fiz um post sobre o lançamento, que você pode rever aqui), a New Balance ampliou a série com o novo modelo Minimus Ionix, também conhecido como 3090. Inspirado na geometria molecular, o Ionix tem 4 mm de drop e pesa apenas 186 gramas. Pois bem, recentemente em uma viagem de férias, encontrei o modelo e resolvi comprar para testá-lo, compartilho aqui minhas primeiras impressões: até agora rodei uns 60k com ele, pouco mas o suficiente para fazer uma avaliação inicial. Para começar a sensação que se tem é que ele vai desmanchar nos primeiros 5k, pela leveza e “fragilidade”. Puro engano, o tênis se ajusta muito bem aos pés, é confortável e resistente. Já no primeiro teste fiz um percurso alternando asfalto, trilha e areia, o resultado foi excelente. A leveza é perceptível nas primeiras passadas e a maleabilidade realmente faz com que a pisada fique mais firme e natural, atendendo a proposta do tênis. O solado distribui muito bem o impacto, proporcionando conforto e não deixando nenhum sinal de sobrecarga nos pés. Ao final o tênis estava amaciado e em estado de novo. Recomendo como uma excelente opção para provas curtas e trilhas secas. Por aqui o tênis sai por aproximadamente 400 reais.

Veja também:

New Balance Minimus - Um mínimo com muitas pretensões
Suunto Ambit - O relógio para exploradores
Você sabe o que é e para que serve?

Com os pés na maratona

Olha que sacada legal da Asics. Pelo quarto ano consecutivo o patrocinador da Maratona de Paris desenvolve um tênis personalizado para a prova com tiragem limitadíssima. Até aí nada de especial, isso é comum em grandes eventos. O que achei genial, foi a maneira encontrada para personalizar. Além da logomarca da maratona no tênis e no cadarço, o percurso da prova vem estampado na palmilha. O modelo de 2012 foi o Asics Gel Nimbus 13, em versões masculina e feminina e começaram a ser vendidos em março, um mês antes do evento e também no estande da marca no dia da prova. Uma excelente recordação para trazer de Paris junto com a medalha no peito.

 

Veja também:

Nike+ SportWatch GPS
Novo Nike Free Run+
TomTom lança linha de relógios GPS

Novo Nike Free Run+

Já viram as novas versões da linha Nike Free Run+? A saga dos tênis tênis minimalistas continua. Com três possibilidades de drop – a distância do calcanhar em relação ao solo -, 5.0, 4.0 e 3.0, e muito leves (o 3.0 feminino pesa apenas 160g), os novos modelos chegam com um mínimo de costura no cabedal e corte à laser em forma de diamantes. Outra novidade é é o uso de um material elástico chamando nanoply, que molda o tênis aos pés inclusive durante os movimentos. Correr com esses tênis leves, e parece que todas as grandes marcas estão investindo nessa linha, é muito agradável. A passada fica mais leve, os pés firmes no tênis, com um movimento mais natural. Entretanto, para os modelos com um drop muito baixo, como o da New Balance, por exemplo, onde a espessura é minima, quase zero, é preciso um período de adaptação e uma mudança gradativa para evitar lesões.

Mais informações: http://inside.nike.com

Veja também:

MotoACTV. A Motorola correndo por fora
Camelbak Baja LR
Quem corre mais?